Poesia transcendental

 

A poesia que brota de um coração devoto leva corações afins ao sempre-doce Uno e faz deles uma República com Ele como presidente. Nenhuma outra faculdade tem talvez um poder maior de transcendência dos limites ao ilimitável. Nos dias reluzentes que despertam na Terra, poderemos bem procurar pelo fermento da poesia transcendental para elevar a massa humana como um todo.

suchana.jpgAo invés de intentar substituir um desejo por outro melhor, é de valia tentar um desejo transcendente, para que, num transe, possa intuir Aquele que ouve o chamado do seu coração e está sempre pronto a oferecer a Sua Mão auxiliadora.

Quando homens adoram Deus com a esperança de ter suas tristezas removidas, eles podem encontrar frustração e perder a fé em Deus.

Os deuses estão sempre prontos a nos auxiliar, mas, quando exigimos algo bastante absurdo e, na nossa fraqueza humana, nos recusamos a passar pelas provações e tribulações necessárias ao nosso desenvolvimento, podemos perder a oportunidade da vinda da sua graça.

O poeta tem a fé divina, a intuição interna de que a existência do Uno Supremo Divino pouco tem a ver com a comumente procurada experiência espiritual lado a lado com as tristezas comuns.

Para escrever um poema, o poeta deve transportar-se para a esfera da Musa e perder-se lá. Ele deve ser como a chama que queima tudo exceto si mesmo.

Sri Chinmoy,

Escrito em Pondicherry, Índia, 1962