“As maiores ascensões da minha alma sempre fazem-me sentir humilde.” – Keats

“As maiores ascensões da minha alma sempre fazem-me sentir humilde.”

– Keats

 

Um homem de fé é também um homem de divina humildade. Quanto mais ele avança espiritualmente, através da sua fé, mais e mais ele mergulha na humildade suprema.

 

____________________

Pérolas de Sabedoria do Ocidente e comentários devotados de Sri Chinmoy, extraídos do livro Pensadores-Filósofos do Ocidente, editora Agbook

“Fico feliz por ele agradecer a Deus por qualquer coisa.” – Samuel Johnson

“Fico feliz por ele agradecer a Deus por qualquer coisa.”

– Samuel Johnson

 

Fico feliz porque preciso de Deus em tudo e para tudo.

 

____________________

Pérolas de Sabedoria do Ocidente e comentários devotados de Sri Chinmoy, extraídos do livro Pensadores-Filósofos do Ocidente, editora Agbook

A melhor definição do homem é um bípede ingrato – Dostoiévski

Como o Sol num eclipse, a luz de muitos indivíduos mundo-iluminadores é coberta por crítica, deboche e mesmo hostilidade. Ingratidão é o prato do dia. Lembremo-nos das palavras do novelista russo imortal Dostoiévski, que escreveu nas suas Notas do Submundo:

“Acredito que a melhor definição do homem é um bípede ingrato.”

 

____________________

Pérolas de Sabedoria do Ocidente e comentários devotados de Sri Chinmoy, extraídos do livro Pensadores-Filósofos do Ocidente, editora Agbook

Meus poemas favoritos – escritos por Sri Chinmoy

 

A Sempre-Nova Visão

e

A Sempre-Ancestral Realidade

*

 

Poemas de Sri Chinmoy

Título original: “The Ever-New Vision and the Ever-Ancient Reality”

Traduzidos ao português pelo Centro Sri Chinmoy Brasil

3/set/2013

 

 

 

*

 

 

Uma seqüência interminável de céus

Onde não há ar.

Um anseio interior me compele a trazer

Uma guirlanda de poemas

Para adorá-Lo.

O altar está vazio.

Quero preenchê-lo;

Quero cobri-lo de poemas,

Com uma guirlanda de poemas.

Sei que é apenas assim

Que posso esquecer dos sofrimentos e alegrias

Que devem ser esquecidos.

 

*

 

Meu Amado, eu amo Você.

Eu Lhe trouxe

Algumas belas flores

Que colhi hoje pela manhã.

Eu desejo adorá-Lo com estas flores.

Ah, Você sorri porque sabe

Que estas flores, na verdade, pertencem a Você.

Estou decorando-O com Seus próprios presentes.

 

*

 

As nuvens velejam em direção a um mundo desconhecido,

Enfeitadas com beleza miríade.

Um rosto sorridente as acompanha.

As nuvens velejam em direção a uma terra desconhecida.

Ó céu, conte-me para onde as nuvens viajam.

Pergunto com olhos cheios de lágrimas.

Ó céu, você fará minha vida tão luminosa

E bela quanto as nuvens?

Ó céu, conte-me para onde as nuvens velejam.

 

*

 

Pelo toque de quem o lírio sorri

E abre seu botão-beleza?

A luz-de-lua da beleza de quem

Eu vejo no lírio?

Quem é o Olho de meu olho?

Quem é o Coração do meu coração?

Ora, por que eu não O vejo,

Sua Face de Beleza Transcendental,

Mesmo em meus sonhos?

 

Poemas sobre Gratidão

 

 

Deus adora medir
O meu coração-gratidão –
E Ele sempre consegue.

 

O Sorriso de Deus
E meu coração-gratidão
Vivem juntos.

 

A cada manhã
Eu canto uma nova
Canção-coração-Deus-gratidão.

 

Uma vida-gratidão aumenta
O poder-receptividade
Do nosso coração.

 

Minha vida é transformada
Pelo meu coração-Deus-gratidão.
Deus valoriza muito
Minhas lágrimas-coração-gratidão.

 

Deus conta
Toda e cada
Batida-gratidão
Do meu coração.

 

A noite-ignorância
Tem medo de ver
O meu coração-Deus-gratidão.

 

Você não tem que oferecer

Um mar-gratidão para Deus.

Mesmo uma gotinha vinda do poço-gratidão do seu coração

Pode e fará Deus Satisfeito.

 

– Sri Chinmoy

 

 

textos de Sri Chinmoy, em tradução.

fonte: Sri Chinmoy Library