20 de fevereiro: Manifestando o Divino- meditação matinal diária

poema-de-sri-chinmoy-there-is-only-one-way-38367

Quais são as leis do universo? Amar e servir. Amar a humanidade. Servir a Divindade.

 

Queria lhe dizer que não há nada de errado com o mundo, mas está tudo errado com você, comigo e com o resto dos seres humanos. O pobre mundo não fez nada de errado; nós é que o estamos utilizando-o de forma inadequada. Deus criou este mundo; nós estamos fazendo uso dele. Podemos usá-lo à nossa própria maneira ou à maneira de Deus. Podemos tanto destruí-lo, quanto manifestar o Divino aqui na Terra. Este mundo é o campo da manifestação, onde nós podemos manifestar as nossas divinas qualidades internas. Mas se em vez de manifestarmos as qualidades divinas do nosso interior profundo, quisermos destruir o mundo, isso compete a nós. Consideremos o mundo como um instrumento. Se tocamos a nota errada, então quem é responsável? O músico, não o instrumento. Se usarmos o mundo de maneira divina, veremos que não há problema algum com o mundo. Somos nós que temos a capacidade de usar o mundo de maneira divina e satisfazer o Divino aqui na Terra.

 

Não culpe o mundo.

Encontre uma solução.

 

Do livro de Sri Chinmoy, A Jornada Alma da Minha Vida – Meditações diárias para inspirar as suas manhãs em todos os dias do ano.

19 de fevereiro: – O Desapego Divino – meditação matinal diária

palavra-do-dia-peace-is-not-absence-power-love

O apego do homem pelo homem amarra-o. A devoção do homem por Deus liberta-o.

 

Ninguém pode ser tão feliz quanto um homem que tem desapego. Temos a impressão de que um homem só pode ser feliz se é apegado a algo ou alguém, mas isso é um grande erro. Quando somos apegados a algo ou alguém, na verdade tornamo-nos vítimas da pessoa ou do objeto. Portanto neste mundo, se quisermos ter verdadeira alegria, verdadeira paz e qualidades divinas verdadeiras, devemos ser completamente desapegados. Esse desapego não significa que não devemos trabalhar pelo mundo; nós devemos sim, trabalhar pelo mundo, no mundo, mas não devemos permitir que sejamos aprisionados por coisa alguma.

 

Meu Senhor Supremo,

Não me deixe mais participar do jogo

Do apego.

Eu desejo apenas o jogo

Da devoção –

A Você, a Você e a mais ninguém.

 

Do livro de Sri Chinmoy, A Jornada Alma da Minha Vida – Meditações diárias para inspirar as suas manhãs em todos os dias do ano.

18 de fevereiro A Perfeição-Unicidade – meditação matinal diária

poema-de-sri-chinmoy-thinking-is-becoming

Perfeição significa uma unicidade viva, espontânea e constante com o Piloto Interior.

 

Por que ainda somos imperfeitos? Somos imperfeitos justamente porque não clamamos pela perfeição em nós. Nós exigimos, ou no mínimo esperamos infinitamente, mais perfeição nos outros do que em nós mesmos. Tal e tal pessoa são imperfeitas e eu tento torná-las perfeitas – é isso o que dizemos. Mas não é um absurdo da minha parte criticá-las e tentar torná-las perfeitas, quando eu mesmo sou imperfeito? Nisso cometemos um erro do tamanho do Himalaia. Se formos sinceros o bastante, iremos perceber que perdemos muito tempo pensando nos outros. É bom pensar nos outros, mas não com nossa mente crítica, invejosa e obscura. Se pensarmos nos outros com a luz da nossa alma, com a unicidade da nossa alma, então automaticamente correremos rumo à perfeição.

 

Quem é o verdadeiro perdedor?

Aquele que aprecia

O jogo-superioridade-inferioridade.

 

Do livro de Sri Chinmoy, A Jornada Alma da Minha Vida – Meditações diárias para inspirar as suas manhãs em todos os dias do ano.