O significado do aniversário -Sri Chinmoy

“Pense no seu aniversário como um dia não apenas de alegria, mas também um dia de promessa.”

-Sri Chinmoy

***

No dia da sua alma [seu aniversário], cedo pela manhã pense: “De uma Fonte muito, muito elevada, elevadíssima, eu vim ao mundo para fazer algo verdadeiramente bom para a humanidade.” Sinta nesse momento que você não é o corpo, não é o vital, não é a mente, não é o coração. Você é apenas a alma.

Imagine que a sua alma está entrando nesse mundo como a mais bela criança. No seu aniversário, a sua alma está lembrando à Mãe Terra: “Eu vim do Alto. Mas agora estou aqui para você. Eu vim de Deus, mas Ele me enviou apenas para trabalhar por você. Mãe Terra, por você eu vim.”

E a Mãe Terra diz: “Você veio. Trilhou uma distância muito, muito longa. Agora estou lhe dando o que eu tenho: meu cuidado, minha afeição, minhas bênçãos, minha alegria, meu orgulho, minha doçura, minha atenção, meu carinho – tudo o que eu tenho estou dando a você agora e sempre lhe darei.”

-Sri Chinmoy, 222 Técnicas de Meditação

***

“No nosso aniversário,
Nossas almas se tornam a vastidão
Do céu estrelado.”
-Sri Chinmoy

***

Pergunta: No nosso aniversário, há algumas qualidades especiais nas quais devemos meditar?

Sri Chinmoy: Sim. Devemos meditar em gratidão a Deus, em nossa entrega à Vontade de Deus e a aceitação completa de nossa própria vida interior.

***

Pergunta: Nosso aniversário é o dia mais feliz de nossa vida em cada ano. Como podemos tornar os outros dias até o próximo aniversário igualmente felizes?

Sri Chinmoy: É verdade. O seu aniversário é o dia mais feliz. Mas os outros dias você também pode tornar assim felizes em sua vida espiritual ao fazer duas coisas. Pela manhã, faça uma lista de seus desejos. Na lista, se você tem dez coisas, então tente ver se consegue tirar uma delas. Você não precisa escrever cem desejos. Apenas escreva dez. Depois, quando ver que chegou a apenas um desejo e, por fim, que não há nenhum, você pode fazer outra lista. Você não precisa pensar em cada desejo propriamente, se ele apareceu ou não. Automaticamente você sentirá alegria por não ter aquele desejo. Essa é uma forma.

A outra forma para se fazer feliz é reduzir a sua expectativa. Se você espera algo dos outros, terá apenas frustração. Mesmo se você espera algo de si mesmo e não consegue essa coisa, você fica irritado e frustrado. Você ficará fadado ao desapontamento. Quando não recebe algo dos outros, você fica irritado com eles, porque eles não satisfizeram os seus desejos. Quando não consegue algo de si mesmo, você sente que é inútil. E então você fica triste e com raiva. Quando isso aconcecer, apenas diga a si mesmo: “Isto não está certo. Eu farei o que é certo. Se eu esperar algo do mundo, ficarei frustrado, pois o mundo é assim mesmo. Se eu esperar de mim, talvez também não consiga realizar o que esperava. O que preciso é de paciência.” …

– Sri Chinmoy, The Soul’s Special Promise, Part 2, Agni Press, 1999.

Comemorando o seu aniversário

Canções e aforismos sobre aniversário

O que fazer durante o aniversário

Poemas espirituais em Latim

1.

Offering worship to You,
I am so happy My Lord.
I am also happy
Because this happiness of mine
Nobody can steal.

Adorare Te devote
Me laetificat, Domine.
Gaudeo gaudium meum
Nemo a me tollet.

– Sri Chinmoy, Ten Thousand Flower-Flames, Part 5, Agni Press, 1979.

2.

God the Truth
My mind admires.
God the Love
My heart needs.

Deus Prima Veritas
Menti meae admirandus.
Deus Summa Caritas
Cordi meo anhelandus.

– Sri Chinmoy, Ten Thousand Flower-Flames, Part 20, Agni Press, 1981.

3.

O Lord, where is the Truth?
“Where your Beloved is?”
Who is my Beloved, Who?
“In whom your life is peace.”

Domine, ubi est Veritas?
“Ubi tuus Dilectus.”
Quis est meus Dilectus, quis?
“In quo est vita tua pax.”
– Sri Chinmoy, My Flute, Agni Press, 1972.

4.

My first discovery:
God cares for me.
My last discovery:
I need God.

Invento mea prima:
Deus curator mei.
Inventio mea ultima:
Indigeo Die.
– Sri Chinmoy, Ten Thousand Flower-Flames, Part 20, Agni Press, 1981.

5.

God the Teacher
Instructs me in the morning.
God the Father
Blesses me in the evening.

Deus Preaceptor
Docet me mane.
Deus Pater
Benedicit me vespere.

– Sri Chinmoy, Ten Thousand Flower-Flames, Part 41, Agni Press, 1982.

6.

To own peace
Is to own a living God.
To own a living God
Is to become another God.

Possidere pacem
Possidere est Deum vivum.
Possidere Deum vivum
Fieri est alter Deus.

– Sri Chinmoy, Transcendence-Perfection, Agni Press, 1975.

Do livro Simplicitas Cordis: poetry of Sri Chinmoy, Agni Press 1983 – New York, ISBN 0-88497-659-9
Traduzido ao latim por Ralph Lazzaro, Director of Language Studies at the Harvard Divinity School

Você é belo – Sri Chinmoy, poemas.

Você é belo, mais belo, belíssimo,

Beleza sem-par no jardim do Éden.

Dia e noite, que Tua Imagem habite

No íntimo do meu coração.

Sem Você, meus olhos não tem visão,

Tudo é uma ilusão, tudo é deserto.

Ao meu redor, dentro e fora,

Ouço a melodia das aflições sombrias.

Meu mundo está repleto de aflições excruciantes.

Ó Senhor, ó meu belo Senhor,

Ó meu senhor de Beleza,

Nesta vida, mesmo por um fugaz segundo,

Que eu seja abençoado com a dádiva

De ver a Tua Face.

~Sri Chinmoy

Levante-se, acorde – Sri Chinmoy, poemas.

Levante-se, acorde, Ó amigo do meu sonho.

Levante-se, acorde, Ó alento da minha vida.

Levante-se, acorde, Ó luz dos meus olhos.

Ó poeta-vidente em mim,

Manifesta-se em e através de mim.

Levante-se, acorde, Ó vasto coração dentro de mim.

Levante-se, acorde, Ó consciência minha,

Que está sempre a transcender o universo

E sua própria vida do além.

Levante-se, acorde, Ó forma da minha meditação transcendental.

Levante-se, acorde, Ó divindade aprisionada na humanidade.

Levante-se, acorde, Ó Shiva, Libertador do meu coração,

E liberte a humanidade do seu sono-ignorância.

~Sri Chinmoy

Ó cega e escura noite do abismo dos nossos corações! – Sri Chinmoy, poemas.

Ó cega e escura noite do abismo dos nossos corações!

Somos os companheiros do córrego das lágrimas.

Na terra do apego aprisionador,

Chorando e sorrindo atiçamos a lamparina

Das selvagens sombras-obstrução.

Nosso mundo é uma esperança vazia, destituído.

Seremos a linguagem-mensagem

Do Tempo Sem Fim

E nos tornaremos Fome infinita,

Deleite-Néctar infinito

E Luz-Transformação da Eternidade.

~Sri Chinmoy

Numa doce e melodiosa canção – Sri Chinmoy, poemas.

Numa doce e melodiosa canção, Você canta

No seio da minha entregue adoração suprema.

Eu A vejo!

E ouço o tilintar dos sinos no Seu tornozelo,

Ó Coroa do Ápice da Infinidade!

A Sua Canção, o Seu Amor,

A Lei imortal da Sua Imortalidade

Carregarão a mim, eu sei, eu sei,

Até as margens do Além Dourado.

~Sri Chinmoy

Poemas para aprender inglês com tradução 63

I am able to go with You, 

      My Lord, 

Not because my love for You 

      Is strong,

But because You are 

Your Compassion-Heart. 

*

Sou capaz estar com Você,

      Meu Senhor,

Não porque meu amor por Você

      É forte,

Mas porque Você é

Seu Coração-Compaixão.

-Sri Chinmoy

Você me fortalece-Sri Chinmoy, pormas.

Quando sou ofendido,

Quando sou humilhado,

Você me fortalece com Seu Poder-Compaixão.

Você veio a mim carregando o despertar nas Suas Mãos

Para substituir a minha vida de tristezas.

As lágrimas secretas do meu coração

Criam interminável sofrimento no Seu Coração.

Sei que um dia Você vira até mim.

Portanto, tudo o que tenho é sou

Hoje dança com alegria.

~Sri Chinmoy

As nuvens velejam -Sri Chinmoy, poemas.

As nuvens velejam em direção a um mundo desconhecido,

Enfeitadas com beleza miríade.

Um rosto sorridente as acompanha.

As nuvens velejam em direção a uma terra desconhecida.

Ó céu, conte-me para onde as nuvens viajam.

Pergunto com os olhos cheio de lágrimas.

Ó céu, você fará minha vida tão luminosa

E bela quanto as nuvens?

Ó céu, conte-me para onde as nuvens velejam.

~Sri Chinmoy

Uma guirlanda de poemas – Sri Chinmoy, Poemas.

Uma sequência interminável de céus

Onde ar não há.

Um anseio interior me compele a trazer

Uma guirlanda de poemas

Para adorá-Lo

O altar está vazio.

Quero preenchê-lo;

Quero cobri-lo de poema,

Uma guirlanda de poemas.

Sei que é apenas assim

Que posso esquecer dos sofrimentos e alegrias

Que devem ser esquecidos.

~Sri Chinmoy