PEDRAS E FLORES -Augusto Branco

As pessoas são muito reativas: costumam retribuir exatamente aquilo que recebem. Retribuem o bem com o bem, e o mal com o mal. Mas tu, para seres imensamente feliz, procederás diferente:

Retribua com flores a todas as pedras que te atirarem.

Haverá um momento em que as pedras de teus inimigos acabarão, e assim eles só poderão atirar em você as próprias flores que receberam de ti.

-Augusto Branco

Elogio ao comedimento nas ações públicas

“…eloquência em assembleias públicas não é a estrada mais certa à fama e predileção, a não ser se utilizada com grande cuidado, muito raramente e com muita reserva…. um orador público que se insere, ou é instigado por outros a conduzir assuntos, através de esforços diários a justificar suas medidas e responder às objeções dos seus oponentes torna-se por demais familiar com o público e inevitavelmente obtém inimigos…”

-John Adams, elogiando Thomas Jefferson

Trecho dos poemas de Ossian – MacPherson – Thomas Jefferson

Como dois negros córregos de altas montanhas encontram-se, fundem-se e rugem pela planície; ruidosos, turbulentos e negros, em batalha encontram-se Lochlin e Innis-fail: general cruzando golpes com general, homem com homem; aço tinindo em aço, elmos partidos ao meio; sangue jorrando e fumaça que assoma. Cordas murmuram no cedro polido. Dardos correm pelos céus. Lanças precipitam como círculos de luz que douram a tempestuosa face da noite. Como o ruído preocupado do oceano quando rolam altas as ondas; como o último repique do trovão do céu, tal é o som da batalha… pois muitos foram os heróis caídos; e longe vertido o sangue dos bravos.

-pequeno trecho dos poemas de Ossian, traduzido por MacPherson e selecionado por Thomas Jefferson como um dos melhores poetas que já existiram