Numa doce e melodiosa canção – Sri Chinmoy, poemas.

Numa doce e melodiosa canção, Você canta

No seio da minha entregue adoração suprema.

Eu A vejo!

E ouço o tilintar dos sinos no Seu tornozelo,

Ó Coroa do Ápice da Infinidade!

A Sua Canção, o Seu Amor,

A Lei imortal da Sua Imortalidade

Carregarão a mim, eu sei, eu sei,

Até as margens do Além Dourado.

~Sri Chinmoy