Poema de 13 de Junho – Sri Chinmoy, Reflexões

13 de Junho

A paciência não é algo passivo. Pelo contrário, é algo dinâmico.

Como podemos desenvolver a paciência? Devemos sentir que embarcamos numa jornada espiritual, numa jornada interior, a qual tem uma Meta e que essa Meta nos quer e precisa de nós, tanto quanto nós a queremos e precisamos dela. Ela está pronta para nos aceitar, para nos dar o que possui
mas, fá-lo-á à sua própria maneira e na Hora escolhida por Deus. Saibamos que Deus nos dará a Sua riqueza no tempo certo. A paciência nunca nos dirá que tal é uma tarefa sem esperanças. A paciência, apenas, dirá que ainda não estamos prontos ou que a hora ainda não chegou.

Aquele que deseja ser
Um Deus-amante e um Deus-servidor
Nunca ficará satisfeito
Com uma reserva limitada de paciência.


Reflexão, poema de “13 de Junho”, retirada do livro de Sri Chinmoy: A Jornada-Alma da Minha Vida.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.