Poema de 10 de Junho – Sri Chinmoy, Reflexões

10 de Junho

É tão difícil obter paz de espírito. Então, por que gasta a sua paz com tanta extravagância?

Como conquistar a ira? Sinta a necessidade de perfeição. Quando a ira quiser entrar em si, diga: “Sinto muito. Eu conheço apenas um alimento. O nome do meu alimento é paz. Eu não serei capaz de digeri-la. Se alguma vez a comer, serei destruído interior e exteriormente. Mas, eu não quero ser destruído; eu tenho muito ainda a fazer pela divindade em mim e pela humanidade à minha volta. “ Ó ira, bateu na porta errada.”

Porque conteve a sua ira,
As forças divinas tiveram a oportunidade
De agir em e através dele,
E, finalmente, de iluminá-lo.


Reflexão, poema de “10 de Junho”, retirada do livro de Sri Chinmoy: A Jornada-Alma da Minha Vida.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.