30 de Abril – Sri Chinmoy, Reflexões

30 de Abril

Todo o buscador tem de dar ao Supremo o que tem de melhor.

A cada momento sou atacado por maus pensamentos ou inspirado por bons pensamentos. Quando for atacado por um mau pensamento, tentarei descartá-lo. Quando for inspirado por um bom pensamento, tentarei desenvolvê-lo e aumentá-lo. Ao iniciar a meditação, cedo pela manhã, se um pensamento bom vier, eu tentarei torná-lo maior. Digamos que seja um pensamento de Amor divino – não amor humano, emocional, mas sim amor divino, universal – “Eu amo a Deus, Eu amo toda a criação de Deus.” Esse pensamento pode ser expandido. Eu posso pensar no Amor como meu ideal, como minha Meta derradeira. Desta forma, se eu pensar no amor divino, amor universal, amor transcendental, identificar-me-ei com a própria Meta.


Peça à sua mente para ser
Uma criança de iluminação
E não
Um mercador de confusão.


Reflexão “30 de Abril”, retirada do livro de Sri Chinmoy: A Jornada-Alma da Minha Vida.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.