Nas profundezas do meu coração o pássaro azul sorri -Sri Chinmoy, Poemas.

Nas profundezas do meu coração o pássaro azul sorri e o pássaro azul brinca.

O festival de forma-resplandecente-luz e deleite celestial convida a todos.

O sol, a lua, as montanhas e o oceano — todos vieram.

Hoje atenderemos ao chamado da Infinidade.

Correremos em direção à Infinidade.

Bem diante de nós está a escadaria de Luz.

Nossos corações tornaram-se a flor de Divina Luz.

Somos a esperança do nosso Senhor Supremo.

O criador-mundo não é ninguém senão o nosso amor.

-Sri Chinmoy.