Eu me curvo a Você, Ó Avatar da era -Sri Chinmoy, Poemas.

Eu me curvo a Você, Ó Avatar da era!

Você me concederá o direito de adorá-Ló,

Tocando Seus Pés-Lótus vermelhos?

Ó poeta-Vidente, Ó amor encarnado!

De centenas de formas chamarei por Você,

De centenas de formas descreverei Você,

E curvar-me-ei a Você incontáveis vezes.

Ó mãos que acenam com a libertação da humanidade,

Ofereçam a Sua chuva-Néctar

E levem a desgraça escura da morte.

Eu me curvo a Você, Ó Avatar da era!

-Sri Chinmoy.