Sua porta-coração -Sri Chinmoy, poesia

Sua porta-coração esteve fechada por eras;

Por isso você não vê agora o seu Amado Supremo

Na porta do seu coração.

Ó tolo, quando deixará de fazer o papel

Da loucura auto-imposta?

Quando tentará agradar o Supremo Absoluto

da Madeira própria Dele?

Aquele que transforma todo o sofrimento numa enxurrada de deleite

Está todo sozinho diante da sua porta.

Ele quer apenas que você O ensine.

Não O ignore.

Ele é o refúgio-Eternidade do seu mundo-alma.

Olhe! Lá está Ele, diante da porta fechada do seu coração.

-Sri Chinmoy