21 de abril: A Satisfação da Alma – meditação matinal diária

palavra-do-dia-make-our-mind-peaceful

Eu medito em Deus, não porque Deus vai me dar tudo o que eu quero; eu medito em Deus, porque Deus vai me dar, somente, as coisas de que necessito.

 

Um verdadeiro buscador espiritual sente que há um elo entre o mundo interior e o mundo exterior. E sente algo mais. Sente que se alimentarmos o mundo interior, somente então o mundo exterior terá o seu verdadeiro significado. O corpo é o mundo exterior. Diariamente nós alimentamos o corpo três vezes sem falta. Temos feito assim e continuaremos a fazer desta forma, até ao nosso último suspiro. Contudo, bem dentro de nós há uma criança divina, uma criança chamada alma. Para manter a vida do corpo, nós nos alimentamos. Entretanto, para ajudar a alma a realizar a missão divina dela na Terra, nós não encontramos tempo. A menos que a alma, que é a representante consciente de Deus em nós, seja satisfeita, jamais ficaremos verdadeiramente satisfeitos na nossa vida exterior.

 

Se você não honrar

A sua hora-Deus

Cedo pela manhã,

Então, durante todo o dia,

Você será contemplado com um amargo desapontamento.

 

Do livro de Sri Chinmoy, A Jornada Alma da Minha Vida – Meditações diárias para inspirar as suas manhãs em todos os dias do ano.