28 de março: A Paz e a Beleza – meditação matinal diária

poema-de-sri-chinmoy-our-differences-disappear-the-moment-we-realise-all-hearts-are-one

Uma vida de beleza é uma vida de paz.

 

A paz não é meramente a ausência de luta e disputa; a paz é a manifestação da nossa inseparável unicidade com tudo. Essa unicidade não é a unicidade do finito com o finito, mas a unicidade do finito com o Infinito. Quando o finito se identifica com o Infinito, a beleza do Infinito transforma o próprio alento do finito e as belezas da Terra e do Paraíso se juntam. A beleza da Terra é um choro pleno de alma; a beleza do Paraíso é um sorriso pleno de alma. Quando o choro da Terra e o sorriso do Paraíso se encontram, a perfeição da beleza desponta.

 

Quando o meu coração-paz

Sonha,

A minha vida-felicidade

Canta.

 

Do livro de Sri Chinmoy, A Jornada Alma da Minha Vida – Meditações diárias para inspirar as suas manhãs em todos os dias do ano.