23 de fevereiro: Amor e Ódio – meditação matinal diária

palavra-do-dia-our-differences-disappear-the-moment-we-realise-all-hearts-are-one

O amor é a única riqueza de que o homem absolutamente precisa. O amor é a única riqueza que Deus precisamente é.

 

O ódio é uma forma inversa de amor. Você odeia quem realmente deseja amar, mas não pode amar. Talvez a pessoa mesmo o impeça. Isso é uma forma disfarçada de amor. Somente se pode odiar, alguém a quem você tenha a capacidade de amar, porque se realmente for indiferente em relação a essa pessoa, você não conseguirá nem mesmo juntar energia suficiente para odiá-la. O ódio é a frustração ou o bloqueio do amor fluente.

 

Não posso falar sobre os outros,

Mas eu sei

Que Deus Se fará presente

Para saudá-lo,

Quando você amar a criação Dele,

Incondicionalmente.

 

Do livro de Sri Chinmoy, A Jornada Alma da Minha Vida – Meditações diárias para inspirar as suas manhãs em todos os dias do ano.