31 de janeiro: A Conquista da Dor – meditação matinal diária

poema-de-sri-chinmoy-waves-hatred-night-oneness-love-sharani

Se o prazer é apenas um sonho, a dor é também um sonho, um mero sonho.

 

Enquanto permanecemos no físico, se a nossa consciência estiver todo o tempo no físico, a dor será real. Mas se conseguirmos afastar a nossa consciência do físico, a dor então não poderá mais existir. Se você puder, conscientemente, entrar na própria dor e permanecer nela por alguns minutos, ela não mais o torturará como tal. Pois quando nos tornarmos possuidores da dor, poderemos transformar essa dor em alegria. Quando você entra dentro da dor, torna-se possuidor dela. Nesse momento, a dor o possui; você é uma vítima dela e ela continua a torturá-lo. Mas, se conseguir possuí-la, você poderá realmente injetar dentro dela qualquer coisa que queira. Com o seu poder consciente, você poderá preenchê-la com deleite, alegria ou o que mais desejar.

 

Se você implora por ser

Um buscador olímpico.

Como pode se inclinar perante a dor?

Como?

É inacreditável!

É Impossível!

 

Do livro de Sri Chinmoy, A Jornada Alma da Minha Vida – Meditações diárias para inspirar as suas manhãs em todos os dias do ano.