08 de setembro: Desprendimento -meditação matinal diária

meditacao-guiada-not-the-power-to-conquer-others-sharani

O homem é infinito, o homem é eterno, o homem é imortal. Mas como poderemos realmente sentir que somos infinitos, eternos, imortais? Poderemos fazê-lo, tão somente, com a força do nosso desprendimento e sacrifício ao Supremo, em nós mesmos e na humanidade.

 

Desprendimento deve ser propriamente entendido. Se alguém sente que é em virtude do sacrifício, que se tornará totalmente uno com o resto do mundo, isso então não é desprendimento. Para ser realmente altruísta, esse alguém deve, previamente, sentir e perceber a sua unicidade com a criação inteira. Senão estará sempre sob a impressão de que está fazendo alguma coisa grande e grandiosa em oferecer a si mesmo e servir a alguém. Mas quando a unicidade tiver sido realmente alcançada, percebida e realizada, nesse momento o desprendimento realmente adquirirá o seu significado. O buscador saberá que ele é um com o universo e com essa unicidade ele agora estará cumprindo o seu papel. Nessa hora não poderemos dizer que desprendimento é uma coisa que estamos oferecendo. Não, é algo em que nos tornamos. Cada ato altruísta nos leva a algo maior e esse algo maior também é nosso.

 

A cada dia você deveria tentar

Bater um recorde pessoal

Em seu altruísmo incondicional

 

Do livro de Sri Chinmoy, A Jornada Alma da Minha Vida – Meditações diárias para inspirar as suas manhãs em todos os dias do ano.