17 de julho: O Dever Supremo – meditação diária matinal

cropped-poema-de-sri-chinmoy-wherever-you-go-try-sow-souls-peace-seeds.jpg

Sejamos sábios. Podemos usar cada momento para um propósito divino. Podemos aplicar cada momento na execução do nosso sublime dever.

 

O dever é doloroso, tedioso e monótono, simplesmente, porque o fazemos com nosso ego, orgulho e vaidade. O dever é agradável, encorajador e inspirador quando o fazemos por amor a Deus. O que precisamos fazer é mudar a nossa postura em relação ao dever. Trabalhando por amor a Deus, não há obrigação. Tudo é alegria. Tudo é beleza. Cada ação deve ser realizada e oferecida aos Pés de Deus. O dever que é por amor a Deus é o dever supremo.

 

Ame muito a sua família.

Esse é o seu grande dever.

Ame mais ainda a humanidade.

Esse é o seu dever superior.

Ame a Deus mais do que tudo.

Esse é o seu grandiosíssimo dever,

O dever supremo.

 

Do livro de Sri Chinmoy, A Jornada Alma da Minha Vida – Meditações diárias para inspirar as suas manhãs em todos os dias do ano.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.