Meditação guiada diária: meditando na luz da lua

daily-aphorism-by-sri-chinmoy-0074

por Sri Chinmoy

Meditação guiada extraída do livro 222 Técnicas de Meditação, de Sri Chinmoy.

Veja mais meditações guiadas diárias.

 

Uma coluna de luz branca | Tente sentir uma coluna de luz branca saindo do seu centro do coração. Imagine que essa coluna de luz branca atravessou o topo da sua cabeça e está parada oito centímetros acima de você. Agora você pode começar a meditar. Após um tempo, tente sentir que você não é nada mais do que essa luz. Sinta que essa é absolutamente a sua própria existência. Quando sentir que essa é a sua própria existência, todos os seus problemas serão definitivamente resolvidos.

 

A lua cheia e a lua nova | Quando meditar na lua cheia, sinta que a sua consciência está totalmente desabrochada dentro de você. A flor-de-lótus tem muitas pétalas. Então pense numa flor-de-lótus totalmente desabrochada dentro de você. Pode apreciar a beleza da lótus toda-florescida. Quando meditar na lua nova, tem que sentir que uma pétala se abriu e que há muito mais pétalas para se abrir. Aqui novamente você obtém alegria, porque, quando uma pétala de flor desabrocha, você tem a esperança de que amanhã outra pétala se abrirá e depois de amanhã, mais uma. Dessa maneira, você vê o progresso gradual. Uma vez que veja algum progresso, sente que em breve ela se completará. A lua cheia lhe dá alegria pela completude e a lua nova lhe dá alegria por ver um progresso gradual.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.