Phire Chalo, Sourindra Mohan Mukhopadhyay

Phire Chalo

 

Retornemos ao Lar, retornemos,

Inútil esse medir de buscar e obter,

O Deleite Divino permeia o hoje.

 

Luz de lua espalhada por todo o céu,

O vento sopra em todas as direções

Livre de suas amarras-limitações.

 

A melodia do Amor inundou

Os quatro cantos do mundo;

Tristezas e sofrimentos se findaram.

 

Do mar azul da morte,

A vida flui como néctar.

Na vida há morte; na morte há vida.

Onde está a vida, onde está a tristeza?

 

Os pássaros no céu cantam: “Não há morte, não há!”

Dia e noite a maré da Imortalidade

Chega aqui na terra.

-Sourindra Mohan Mukhopadhyay

 

Let us return Home, let us go back.
Useless is this reckoning of seeking and getting,
Divine Delight permeates all of today.

Moonlight has spread all over the sky,
The wind blows in all directions
Freed from its bondage-bounds.

The melody of Love has inundated
The length and breadth of the world;
Sorrows and sufferings have come to an end.

From the blue ocean of death
Life is flowing like nectar.
In life there is death; in death there is life.
So where is fear, where is sorrow?

The birds in the sky are singing “No death, no death!”
Day and night the tide of Immortality
Is descending here on earth.

-Sourindra Mohan Mukhopadhyay 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.