23 de janeiro: A Criança de Deus – meditação matinal diária

do-not-surrender-to-struggles

O que é que, afinal de contas, dá a uma criança o seu encanto e beleza? Não é o brilho da alma? Quando esse toque se torna fraco e, finalmente se perde, a criança torna-se um embotado e cauteloso adulto.

Procure sentir sempre que é uma criança de Deus. Cedo pela manhã pode repetir: “Eu sou uma criança de Deus, eu sou uma criança de Deus, eu sou uma criança de Deus.” Imediatamente, verá que tudo o que era obscuro, impuro e feio em si, desaparecerá. E, durante o dia, quando a ignorância vier tentá-lo, pensará: “Eu sou uma criança de Deus, como poderia fazer isto? Eu não posso mergulhar na ignorância.” Repetindo: “Eu sou uma criança de Deus”, terá abundante poder-vontade e força interior.

Meu Senhor Supremo,

Como posso evitar

Desobedecer-Lhe inconscientemente?

“Minha criança,

Se anseia, constantemente,

Satisfazer-Me à Minha própria maneira,

A inconsciente desobediência,

Automaticamente,

Desaparecerá.”

 

Do livro de Sri Chinmoy, A Jornada Alma da Minha Vida – Meditações diárias para inspirar as suas manhãs em todos os dias do ano. 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.