23 de dezembro: A Consciência mais Profunda – meditação matinal diária

i-do-not-imitate-others-i-just-love-source

Espiritualidade não é como o contornar de uma costa; é justamente como o escalar – escalar dez mil Himalaias.

Saibamos que a vida espiritual não é nem uma cama de espinhos e nem um leito de rosas. Há sempre desertos na jornada da vida. Todos têm de atravessar um deserto na sua aspiração mas, vem um tempo em que não existe deserto. A luz do dia é seguida pela noite e, novamente, a noite pelo dia. Chega uma hora na nossa aspiração interior, quando nós entramos numa consciência mais profunda, uma existência mais profunda e nos tornamos um com a nossa alma. Quando somos capazes de ouvir os ditames da nossa alma, quando estamos em comunhão com Deus, a nossa consciência fica cheia de luz. Cada pensamento, cada ideia fica cheia de luz. Então, não há noite. Tudo é luz. Esse é o estado mais elevado.

A vida espiritual é árdua.

Mas, os buscadores sinceros

Que hastearão, derradeiramente,

Os estandartes da luz divina

E do deleite supremo,

Permanecerão sempre e sempre leais

Ao seu Comandante interior.

 

Do livro de Sri Chinmoy, A Jornada Alma da Minha Vida – Meditações diárias para inspirar as suas manhãs em todos os dias do ano. 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.