Poemas e poesia de Hafiz

Siga os meus rastros na areia

que levam

Além do pensamento e espaço.

 

Porque falar em milagres,

Se você está destinado a se tornar

amor Infinito?

 

  • Hafiz

Conheça

A verdadeira natureza do seu Amado.

Nos amorosos olhos Dele,

cada pensamento, palavra

E movimento seu é sempre –

sempre Belo.”

 

– Hafiz

Está escrito no portão do Céu:

Nada é mais poderoso que o destino.

E o destino o trouxe aqui, a esta página, que é parte do seu bilhete

Para – como acontece com todas as coisas – retornar a Deus.

– Hafiz

Hafiz viveu c.1320-1389, e foi um dos mais amados poetas persas. Nascido na cidade-jardim de Shiraz, Hafiz se tornou lá um famoso professor espiritual Sufi. Entre outros, Hafiz influenciou Ralph Waldo Emerson, que traduziu diversos dos seus poemas.

Traduzido e abreviado do livro “A Year with Hafiz – Daily Contemplations”, de Daniel Ladinsky

Hafiz era um buscador espiritual. Sua busca começou quando era assistente de padeiro, com a idade de vinte e um anos. Certo dia ele foi entregar pão em uma mansão e viu uma moça bela lá. Com apenas esse vislumbre, ele se apaixonou perdidamente pela moça, que nem tinha notado ele. Ela era bela e rica, e ele era baixo, humilde e nada atraente – a situação era perdida.

Hafiz escreveu canções e poemas sobre a sua beleza e o anseio que sentia. Em breve as pessoas começaram a repetir seus poemas e cantar suas canções, de tão tocantes que eram. Mas Hafiz nem sabia da sua fama, e começou uma disciplina árida, que consistia em manter vigília durante quarenta noites ao lado da tumba de um santo. Ele trabalhava e dia e cumpria a quase impossível austeridade durante a noite, que diziam que concederia qualquer desejo a quem a cumprisse. Seu amor foi tão forte que ele conseguiu completar a tarefa.

No despertar do quadragésimo dia, o arcanjo Gabriel apareceu diante de Hafiz e disse-lhe que poderia pedir o que quisesse. Hafiz nuca tinha visto tão glorioso e radiante ser como Gabriel. Ele pensou: “Se o mensageiro de Deus é tão belo, quão mais belo Deus deve ser!” Observando o esplendor inimaginável do anjo de Deus, Hafiz esqueceu completamente da moça, do seu desejo, de tudo. Ele disse: “Eu quero Deus!”

Gabriel então direcionou Hafiz a um professor espiritual que vivia em Shiraz. O anjo pediu a Hafiz que servisse o professor de todas as formas e seu desejo seria satisfeito. Hafiz correu para encontrar o seu professor, e juntos começaram seu trabalho naquele mesmo dia.

 

Está escrito no portão do Céu:

Nada é mais poderoso que o destino.

E o destino o trouxe aqui, a esta página, que é parte do seu bilhete

Para – como acontece com todas as coisas – retornar a Deus.

– Hafiz

 

Prazerosas as rédeas do cortejo, melhorando os modos e comportamento; mas o potro que é sábio abster-se-á do terrível espinho do casamento.

– Hafiz, interpretado por Rudyard Kipling

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.