25 de outubro: O Amor Vital e o Amor Real – meditação matinal

regret-nothing-but-waste-har

É absolutamente necessário evitar entregar-se ao amor vital impuro. De contrário, constantemente, terá que lutar contra as gigantescas forças da ignorância.

 

Deve-se usar o amor, não para amarramos ou possuirmos o mundo, mas para libertarmos e ampliarmos a nossa própria consciência e a consciência do mundo. Não se deve procurar substituir o puro amor do coração pelo amor vital impuro. O que se precisa fazer é trazer o amor purificador e transformador do coração para o vital impuro. Afinal, o vital, por si só, não é ruim. Quando o vital é controlado, purificado e transformado, torna-se um importante instrumento de Deus.

 

Somente quando o nosso vital dinâmico

Desafia o selvagem vital emocional,

A nossa alma pode apagar

Os nossos deploráveis erros do passado.

Somente então, na nossa vida de aspiração,

Sentiremos sucesso contínuo

E progresso contínuo.

 

Do livro de Sri Chinmoy, A Jornada Alma da Minha Vida – Meditações diárias para inspirar as suas manhãs em todos os dias do ano. 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.