Como a mariposa indo para uma chama eu queimarei, de amor e deliberadamente! – Jahan Poetisa Sufi

Neste mundo, discernir amigo ou inimigo não é fácil:

Nada a se fazer, salvo adaptar-se e encarar levianamente… entende?

Neste mundo de desconfiança de estranhos, vejo que quando

Amigos olhavam para mim… eles não me conheciam!

É impossível viver sem a Sua face como uma vela…

Como a mariposa indo para uma chama eu queimarei, de amor e deliberadamente!

A cada dia meus olhos choram para que Você venha:

Eles estão cheios de lágrimas: espero o Seu amor, tão pacientemente!

Como um rouxinol, choro diariamente pela Sua face:

É óbvio que Você nunca me dará atenção.

Onde posso encontrá-Lo? Ajude-me a descobrir isso,

Pois o Seu amor, como um fogo, incendeia o coração…. incessantemente!

É minha culpa? O que há de errado com este mundo, Jahan?

Por que, por que fui colocada dessa forma? Conte-me!

 

– Jahan

Poetisa Sufi

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.