“Vida nenhuma que respira o alento humano almejou em verdade pela morte.” – Tennyson

A vida humana tem um clamor interior pela Imortalidade. Ela sabe e sente que a morte não é e nem será a resposta final. O verdadeiro poeta em Tennyson nos inspira a cantar:

“Vida nenhuma que respira o alento humano

Almejou em verdade pela morte.”

É o verdadeiro aspirante na sua vida interior que não anseia pela morte. Ele também não clama pela Imortalidade. Do que ele precisa e pelo que clama é uma entrega consciente, sem reservas e incondicional à Vontade do Supremo. Satisfazer a suprema Vontade do Supremo é o único clamor do seu coração.

 

____________________

Pérolas de Sabedoria do Ocidente e comentários devotados de Sri Chinmoy, extraídos do livro Pensadores-Filósofos do Ocidente, editora Agbook

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.