Sócrates

 

Apesar de a tua pena ser muda, silenciosa,

Um mar de conhecimento feroz

Em ti o mundo clássico arrebatou.

Tua voz era o fogo do Espírito.

 

Toda riqueza e conforto sublimes do mundo

Teus atos conseguiram desmerecer.

Assim, tua esposa Xantippe

Foi torturada por uma dor incessante.

 

Muitos inimigos, nuvens gigantes

Contra o teu conhecimento se colocaram.

Mas a penumbra viu o seu fim em ti,

E contigo a tua alta virilidade.

 

— Sri Chinmoy

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.