John Keats

 

“Uma coisa bela é uma alegria eterna” –

Um filho desta Terra revelou esse saber divino.

Ó amante da beleza, teu “Endymion”

E “Hyperion” brilharão incólumes para sempre.

 

Tua árvore-maravilha nasceu em cinco

Rápidos anos – um regalo dedicado à humanidade.

Apesar de a morte arrebatar a tua vida apressadamente,

O mundo acalenta viva a precisão da tua mente.

 

O “Endymion” de Keats é, sem dúvida, um grande sucesso de vivacidade maravilhosa e esplêndida felicidade. Já o “Hyperion”, segundo muitos críticos, foi um triste fracasso. Mas não se pode dizer que “Hyperion” não possui majestade. Tal é a má sorte que, quando o épico foi trazido à luz, o poeta foi selvagemente criticado, mesmo pelos seus amigos mais próximos. Como resultado, sua saúde esvaiu-se e a consumação já há muito ameaçadora tornou-se mais formidável. Enfim Keats foi obrigado a pagar o débito com a natureza. Não seria exagero dizer que a falta de zelo invencível foi a principal responsável por arrebatar um dos poetas-excelsos do mundo. A pobre Terra não pôde acalentar a sua presença por sequer trinta rápidos anos.

 

– Sri Chinmoy

 

Do livro Pensadores-Filósofos do Ocidente editora Agbook

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.