23 de abril: Da Escuridão à Luz – meditação matinal diária

poema-de-sri-chinmoy-nobody-can-preven-you-from-dreams

As pessoas têm muitos sonhos, mas eu tenho apenas três: a perfeita paz entre a alma e o corpo, a total transformação da minha natureza e a satisfação verdadeira em toda a criação de Deus.

 

Há certamente uma ligação entre os mundos interior e exterior. Temos que, conscientemente, sentir essa ligação e finalmente entrar em contato e fortalecê-la com a determinação da nossa alma e o serviço e a disposição dedicados do nosso corpo. Hoje, o corpo escuta a mente. Quando a mente diz: “Vá por este caminho”, e o corpo vai. No momento seguinte, a mente diz: “Não, não, não! Esse é o caminho errado para seguir. Tome esta outra direção” e o corpo segue. Dessa forma, o corpo se torna uma presa de limitações. Mas muito além do domínio da mente, está a alma. A alma está inundada de luz. Se conscientemente tentarmos ter livre acesso ao ser interior, à alma, naturalmente a luz da alma virá à tona e nos ajudará, a cada momento, a lidar com a escuridão tenebrosa, que há em nós e à nossa volta. Finalmente veremos que transformamos a escuridão em luz, ou então que estamos a milhões e milhões de quilômetros distantes da escuridão, banhando-nos no mar de luz infinita.

 

O desejo da minha alma: Meu corpo irá se tornar

Um perfeito instrumento de Deus.

O desejo do meu corpo: Minha alma será

O capitão sempre-liderante

E sempre-misericordioso do meu corpo.

 

Do livro de Sri Chinmoy, A Jornada Alma da Minha Vida – Meditações diárias para inspirar as suas manhãs em todos os dias do ano.

22 de abril: Mundos em Harmonia – meditação matinal diária

poema-de-sri-chinmoy-non-stop-journey-mind-desert-menaka

Não tente abordar Deus com sua mente pensante. Isso apenas irá estimular as suas ideias intelectuais, atividades e crenças. Tente se aproximar de Deus com o seu coração fervoroso. Isso despertará a sua consciência espiritual e devotada.

 

Se conhecermos a divina arte da concentração, se conhecermos a divina arte da meditação, se conhecermos a divina arte da contemplação, fácil e conscientemente poderemos unir o mundo interior e exterior. E, para nossa grande surpresa, veremos que o mundo exterior, o qual está agora cheio de complexidade, desarmonia e tudo o mais, estará pronto para se tornar harmonioso, simples, franco e genuíno. A vida interior tem a capacidade de simplificar as complexidades da vida exterior. O mundo interior e o mundo exterior devem caminhar juntos. Se não, o que acontecerá? A vida interior terá de aguardar milênios para oferecer a verdade de Deus ao mundo todo e a vida exterior permanecerá um deserto árido por milênios.

 

Cada oração plena de alma

E cada meditação feita de todo o coração

Podem e irão, sem falta,

Criar um gigante-confiança

Na vida do Deus-buscador.

 

Do livro de Sri Chinmoy, A Jornada Alma da Minha Vida – Meditações diárias para inspirar as suas manhãs em todos os dias do ano.

21 de abril: A Satisfação da Alma – meditação matinal diária

palavra-do-dia-make-our-mind-peaceful

Eu medito em Deus, não porque Deus vai me dar tudo o que eu quero; eu medito em Deus, porque Deus vai me dar, somente, as coisas de que necessito.

 

Um verdadeiro buscador espiritual sente que há um elo entre o mundo interior e o mundo exterior. E sente algo mais. Sente que se alimentarmos o mundo interior, somente então o mundo exterior terá o seu verdadeiro significado. O corpo é o mundo exterior. Diariamente nós alimentamos o corpo três vezes sem falta. Temos feito assim e continuaremos a fazer desta forma, até ao nosso último suspiro. Contudo, bem dentro de nós há uma criança divina, uma criança chamada alma. Para manter a vida do corpo, nós nos alimentamos. Entretanto, para ajudar a alma a realizar a missão divina dela na Terra, nós não encontramos tempo. A menos que a alma, que é a representante consciente de Deus em nós, seja satisfeita, jamais ficaremos verdadeiramente satisfeitos na nossa vida exterior.

 

Se você não honrar

A sua hora-Deus

Cedo pela manhã,

Então, durante todo o dia,

Você será contemplado com um amargo desapontamento.

 

Do livro de Sri Chinmoy, A Jornada Alma da Minha Vida – Meditações diárias para inspirar as suas manhãs em todos os dias do ano.

20 de abril: Simplificando a Vida – meditação matinal diária

palavra-do-dia-may-each-moment-pavitrata

Uma pessoa não tem de abandonar a vida exterior para fazer progresso espiritual. Basta ir profundamente dentro de si. Em seguida deve ver quanto da vida exterior é realmente necessária para se levar uma vida espiritual e alcançar a Deus-realização.

 

Existem muitas coisas tolas e inúteis, que fazemos na vida comum, as quais temos de descartar. Também há muitas coisas na vida exterior que chamamos de dever, dever pleno de alma. Mas quando entramos mais profundamente na vida espiritual, nesse momento não temos deveres. Antes de alcançarmos esse estágio, temos de cumprir com algumas obrigações na Terra. Mas quando se trata de uma questão de escolha entre a vida exterior e interior, devemos dar mais atenção à vida interior. Assim, teremos alegria, paz, amor e poder sólidos. Poderemos então transformar qualquer coisa da vida exterior, que seja desnecessária. Todavia, existem coisas de importância primordial na vida exterior, as quais precisamos aceitar. Mas devemos nos livrar, na vida exterior, das coisas que devem ser abandonadas. Precisamos simplificar as nossas vidas. Deus é muito simples; nós é que somos complexos. Dentro da simplicidade está a pureza; dentro da pureza está a divindade.

 

Meu Senhor, esta é minha prece sincera:

Por favor, não satisfaça os meus desejos.

Apenas Se manifeste Em e através de mim.

Eu não quero nada de você

A não ser o que você queira me dar.

 

Do livro de Sri Chinmoy, A Jornada Alma da Minha Vida – Meditações diárias para inspirar as suas manhãs em todos os dias do ano.

19 de abril: Receber e Dar – meditação matinal diária

poema-de-sri-chinmoy-not-the-power-to-conquer-others-mt-menaka

Como poderei tornar-me um ser humano melhor se não pensar na Fonte?

 

Quem faz você ser bom? Quem o faz ser melhor? Quem o faz ser melhor ainda? Alguém, que é infinitamente melhor do que você, e esse alguém é Deus. Quando a necessidade vem de dentro, você pode ser um bom ser humano; pode ajudar outras pessoas. Agora, quem o abastece com aspiração e inspiração para ajudar a humanidade? Deus. No momento em que quiser se tornar um ser humano melhor, você deverá oferecer as suas boas qualidades: a sua sinceridade, a sua humildade, o seu amor pela humanidade. Essas boas qualidades vêm somente de um ser: Deus. Se quiser dar, primeiro deve receber de alguém, que possua aquilo em medida infinita. Se não receber, como poderá dar? Como seria possível?

 

O auto-criticismo não é o caminho

Que leva à auto-perfeição,

Nem a auto-promoção.

Somente através da auto-consciência

Que o buscador atinge a meta.

 

Do livro de Sri Chinmoy, A Jornada Alma da Minha Vida – Meditações diárias para inspirar as suas manhãs em todos os dias do ano.

18 de abril: Aspire e Inspire – meditação matinal diária

palavra-do-dia-may-silence-be

Se você fizer a coisa certa, vai inspirar os outros a fazerem a coisa certa.

 

Sabemos que é realmente difícil fazer até mesmo um pequeno progresso por conta própria, na vida espiritual, na nossa vida interior e na nossa vida exterior. Portanto, temos de possuir uma paciência infinita para ver uma pequena transformação na natureza humana, ou seja, na humanidade como um todo. Não devemos perder a paciência. Apenas porque os nossos vizinhos e amigos não seguem a vida espiritual, isso não significa que nós devamos desistir. Precisamos lembrar que houve um tempo, ainda nesta encarnação ou nas encarnações passadas, em que também éramos talvez como eles, ou ainda pior. Devemos tentar ajudar as pessoas, com a ideia de que houve um tempo em que nós também não aspirávamos, não éramos espirituais, mas que pela Graça de Deus, nos tornamos espirituais. Talvez não tenhamos consciência de quem, realmente, nos ajudou. Mas houve alguém que nos ajudou na nossa jornada espiritual, no nosso despertar interior. Da mesma forma, nós também devemos tentar inspirar as pessoas. Se uma só pessoa obtiver inspiração de nós, já é o bastante.

 

Como inspirar os outros, quando a inspiração o abandona?

Fale sobre os iluminados dias de sol, que você viu incontáveis vezes

Dentro de si mesmo.

Talvez os outros nunca tenham tido, sequer, um único dia de sol.

 

Do livro de Sri Chinmoy, A Jornada Alma da Minha Vida – Meditações diárias para inspirar as suas manhãs em todos os dias do ano.

17 de abril: Meditação e Regularidade – meditação matinal diária

poema-de-sri-chinmoy-peace-universal-peace-menaka

Embora a regularidade na prática espiritual possa parecer mecânica, ela é uma constante benção das alturas e demonstra o desenvolvimento de uma certa força interior.

 

Não podemos meditar vinte e quatro horas por dia. Precisamos de ir para o trabalho ou para a escola. Mas enquanto respondemos às perguntas do nosso chefe, podemos sentir a presença viva do nosso ser interior. Nós podemos sentir a presença de uma criança divina, uma presença divina nos guiando. Esse sentimento interior é carregado de luz, paz e felicidade. Como podemos desenvolver esse sentimento interior? Não será da noite para o dia. Ele é como um músculo. Para desenvolver um músculo, devemos fazer exercícios diariamente. Igualmente, na vida espiritual, se praticarmos diariamente, regularmente, com toda a alma, certamente desenvolveremos essa capacidade interior. Mesmo se falarmos sobre coisas mundanas, não perderemos a riqueza interior que acumulamos durante a nossa meditação da manhã.

 

Deus não espera de você,

No início,

Domínio de qualquer coisa.

Mas Ele espera sim, de você,

A sua disposição plena de alma em tudo.

 

Do livro de Sri Chinmoy, A Jornada Alma da Minha Vida – Meditações diárias para inspirar as suas manhãs em todos os dias do ano.